16 Poemas



Colhe o Dia, porque És Ele (1)

Uns, com os olhos postos no passado,/ Vêem o que não vêem: outros, fitos/ Os mesmos olhos no futuro, vêem/ O que não pode ver-se./ / Por que tão longe ir pôr o que está perto —/ A segurança nossa? Es...

Passado, Presente, Futuro (2)

Eu fui. Mas o que fui já me não lembra:/ Mil camadas de pó disfarçam, véus,/ Estes quarenta rostos desiguais./ Tão marcados de tempo e macaréus./ / Eu sou. Mas o que sou tão pouco é:/ Rã fugida do ch...

O Andaime (3)

O tempo que eu hei sonhado/ Quantos anos foi de vida!/ Ah, quanto do meu passado/ Foi só a vida mentida/ De um futuro imaginado!/ / Aqui à beira do rio/ Sossego sem ter razão./ Este seu correr vazio/...

O Passado é o Presente na Lembrança (4)

Se recordo quem fui, outrem me vejo,/ E o passado é o presente na lembrança./ Quem fui é alguém que amo/ Porém somente em sonho./ E a saudade que me aflige a mente/ Não é de mim nem do passado visto,...

A um Homem do Passado (5)

Estes são os tempos futuros que temia/ o teu coração que mirrou sob pedras,/ que podes recear agora tão fundo,/ onde não chegam as aflições nem as palavras duras?/ / Desceste em andamento; afinal era...

Se Nada Há de Novo (6)

Se nada há de novo e tudo o que há/ já dantes era como agora é,/ só ilusão a criação será:/ criar o já criado para quê?/ Que alguém me mostre, sobre um livro antigo/ como quinhentas translações astra...

Vibra o Passado em Tudo o que Palpita (7)

Vibra o passado em tudo o que palpita/ qual dança em coração de bailarino/ ao regressar já mudo o violino/ e há nuvens sobre o bosque em que transita/ / À paz dos seres a morte em seu contínuo/ cresc...

Sombra (8)

De olheiras roxas, roxas, quase pretas,/ De olhos límpidos, doces, languescentes,/ Lagos em calma, pálidos, dormentes/ Onde se debruçassem violetas.../ / De mãos esguias, finas hastes quietas,/ Que o...
Livro de Sóror Saudade

Não Sei de quem Recordo meu Passado (9)

Não sei de quem recordo meu passado/ Que outrem fui quando o fui, nem me conheço/ Como sentindo com minha alma aquela/ Alma que a sentir lembro./ De dia a outro nos desamparamos./ Nada de verdadeiro ...

Dos Restos de Velhos Tempos (10)

Para exemplo ainda continua a Lua/ Nas noites por sobre os novos edifícios;/ Entre as coisas de cobre/ É ela/ A mais inutilizável. Já/ As mães contam de animais,/ Chamados cavalos, que puxavam carr...

Paz aos Mortos (11)

Detestei sempre os arquitectos de infinito:/ como é feio fugir quando nos espera a vida!/ Nunca tive saudades do futuro/ e o passado... o passado vivi-o, que fazer?!/ - e não gosto que me ordenem ven...

Ali (12)

Ali sofreste. Ali amaste./ Ali é a pedra do teu lar./ Ali é o teu, bem teu lugar./ Ali a praça onde jogaste/ o que o destino te quis dar./ / Ali ficou tua pegada/ impressa, firme, sobre o chão./ Ning...

Águas Passadas não Moem Moinhos (13)

Porém passa-me por alto,/ e tanto por alto, que/ mais meu olho não a vê/ depois que lhe dais assalto:/ eu então de passas falto/ fico morfuz e mofino;/ vós moendo-a de contino,/ eu sem moer dela nada...

Paz (14)

Aqui foi a casa:/ Alva a toalha e o pão,/ O berço além./ / Breve a canção:/ Bater de asa/ O sorriso de mãe./ / Veloz a hora:/ Agora,/ Só o coaxar nocturno e certo/ Das rãs,/ Enche o campo deserto./ /...

Do Passado Arrependido (15)

Do passado arrependido,/ seguro doutro erro tal,/ seja o perdido, perdido,/ e do mal, o menos mal./ Faça-se o que vós mandais:/ não nos ouça mais ninguém,/ que do mal vosso e do bem,/ não sei qual qu...

Onde Estará aquele Velho Álbum? (16)

Onde estará aquele velho álbum? A cena/ das fiandeiras sob as trombetas que o fechavam./ Os ancestrais esperam... Seria um mero encontro/ não houvesse a consciências das coisas deixadas para trás./ P...


Facebook

Uma Mentira

Uma mentira, fina como um cabelo, perturba para sempre a ordem do mundo. Aquilo que sabemos tem muita importância. Tomamos decisões, vamos por aqui ou por ali, consoante aquilo que sabemos. E tudo o ...

A Europa como um Novo Império Germânico

Uma vez mais. Sou um europeu céptico que aprendeu tudo do seu cepticismo com uma professora chamada Europa. Não falando da questão do «ressentimento histórico», a que sou especialmente sensível, mas ...
© Copyright 2003-2016 Citador - Todos os direitos reservados | SOBRE O SITE