5 Poemas



Sabedoria do Mundo (1)

Não fiques em terreno plano./ Não subas muito alto./ O mais belo olhar sobre o mundo/ Está a meia encosta./ / Friedrich Nietzsche, in A Gaia Ciência ...

Sabedoria (2)

Desde que tudo me cansa, / Comecei eu a viver. / Comecei a viver sem esperança... / E venha a morte quando / Deus quiser. / / Dantes, ou muito ou pouco, / Sempre esperara: / Às vezes, tanto, que o me...

Sabedoria I, III (3)

Que dizes, viajante, de estações, países?/ Colheste ao menos tédio, já que está maduro,/ Tu, que vejo a fumar charutos infelizes,/ Projectando uma sombra absurda contra o muro?/ / Também o olhar está...

Sabedoria (4)

Nos dias em que nada vale a pena,/ E em que as árvores amigas/ São iguais e estão vistas,/ A vida é tão parada e tão serena/ Que afinal já não há que contar mais,/ E prevejo, com olhos anormais,/ As ...

Dois Epigramas (5)

O sábio das coisas simples/ olhou em torno e disse:/ não há profundidade/ sem superfície/ / É preciso dizer bom dia/ quando o dia anoitece/ ser exacto todo o dia/ envelhece/ / Luís Veiga Leitão, i...


Pesquisa

O Amor Nunca Salva, mas alguém Tem uma Ideia Melhor?

Descobri, um pouco tarde, que afinal todos os meus livros são histórias de amor. Só que as daninhas estavam tão bem disfarçadas que eu próprio não tinha reparado. Às vezes, amo entre duas pessoas, ou...

A Felicidade é uma Interrupção de Futilidade

É nas decisões fúteis, das quais nem a vida nem o estado de espírito depende, que reside a felicidade. São estes os dias felizes, que Beckett invoca e amaldiçoa, por terem passado, na peça que tem ...
Inspirações
Facebook