8 Poemas



Entre o Sono e Sonho (1)

Entre o sono e sonho,/ Entre mim e o que em mim/ É o quem eu me suponho/ Corre um rio sem fim./ / Passou por outras margens,/ Diversas mais além,/ Naquelas várias viagens/ Que todo o rio tem./ / Cheg...

O Sono (2)

O sono que desce sobre mim, / O sono mental que desce fisicamente sobre mim, / O sono universal que desce individualmente sobre mim — / Esse sono / Parecerá aos outros o sono de dormir, / O sono da v...

Insónia (3)

Não durmo, nem espero dormir. / Nem na morte espero dormir. / / Espera-me uma insónia da largura dos astros, / E um bocejo inútil do comprimento do mundo. / / Não durmo; não posso ler quando acordo d...

O Somno de João (4)

O João dorme... (Ó Maria,/ Dize áquella cotovia/ Que falle mais devagar:/ Não vá o João, acordar...)/ / Tem só um palmo de altura/ E nem meio de largura:/ Para o amigo orangotango/ O João seria... um...

Sono (5)

Dormir/ mas o sonho/ repassa/ duma insistente dor/ a lembrança/ da vida/ água outra vez bebida/ na pobreza da noite:/ e assim perdido/ o sono/ o olvido/ bates, coração, repetes/ sem querer/ o dia./ /...

Estranho é o Sono que não te Devolve (6)

Estranho é o sono que não te devolve./ Como é estrangeiro o sossego/ De quem não espera recado./ Essa sombra como é a alma/ De quem já só por dentro se ilumina/ E surpreende/ E por fora é/ Apenas pes...

Insónia (7)

Noite calada, como num lamento,/ A voz das coisas ponho-me a escutar,/ E ela vai, vai subindo ao Firmamento,/ Num murmúrio constante, a soluçar./ / Noites de Outono, como chora o vento.../ Noites sem...

O Sono (8)

É um braço magro de mulher, uns olhos espectrais/ e brilhantes, uma cabeça de esfinge, uma lâmpada/ que fumega. Talvez por os não vermos, vejamos rios/ que flamejam, jardins sepultos, um antepassado/...


Pesquisa

A Exacta Glória é a Póstuma

A exacta glória é a póstuma, a que nenhum dente rói, e que só desce sobre um nome depois da ressurreição intemporal do seu possuidor. Todos sabemos que a imortalidade do poeta lhe nasce das cinzas. M...

Os Partidos Forçaram-me à Ditadura

Sinceramente desejei evitar a ditadura, para onde os acontecimentos pareciam querer arrastar-me, e tive para isso de suportar duas crises ministeriais sucessivas. São esses mesmos, os partidos, que m...
Inspirações

Ganhar Sabedoria

Facebook