Versos: Eu Me Ausento de Ti, Meu Pátrio Sado

14 Versos

>>

"Eu me ausento de ti, meu pátrio Sado"
Autor - Manuel Maria Barbosa du Bocage
//VER DETALHE
"Mansa corrente deleitos, amena"
Autor - Manuel Maria Barbosa du Bocage
//VER DETALHE
"Em cuja praia o nome de Filena"
Autor - Manuel Maria Barbosa du Bocage
//VER DETALHE
"Mil vezes tenho escrito, e mil beijado:"
Autor - Manuel Maria Barbosa du Bocage
//VER DETALHE
"Nunca mais me verás entre o meu gado"
Autor - Manuel Maria Barbosa du Bocage
//VER DETALHE
"Soprando a namorada e branda avena"
Autor - Manuel Maria Barbosa du Bocage
//VER DETALHE
"A cujo som descias mais serena"
Autor - Manuel Maria Barbosa du Bocage
//VER DETALHE
"Mais vagarosa para o mar salgado:"
Autor - Manuel Maria Barbosa du Bocage
//VER DETALHE
"Devo enfim manejar por lei da sorte"
Autor - Manuel Maria Barbosa du Bocage
//VER DETALHE
"Cajados não, mortíferos alfanges"
Autor - Manuel Maria Barbosa du Bocage
//VER DETALHE
>>

Nota:
As rimas são obtidas com base nas últimas 3 letras da palavra, e não com base na fonética.

Facebook

© Copyright 2003-2018 Citador - Todos os direitos reservados | SOBRE O SITE