Versos: No Entardecer dos Dias de Verão

19 Versos

>>

"No entardecer dos dias de Verão, às vezes"
Autor - Alberto Caeiro
(Heterónimo de Fernando Pessoa)
//VER DETALHE
"Ainda que não haja brisa nenhuma, parece"
Autor - Alberto Caeiro
(Heterónimo de Fernando Pessoa)
//VER DETALHE
"Que passa, um momento, uma leve brisa"
Autor - Alberto Caeiro
(Heterónimo de Fernando Pessoa)
//VER DETALHE
"Mas as árvores permanecem imóveis"
Autor - Alberto Caeiro
(Heterónimo de Fernando Pessoa)
//VER DETALHE
"Em todas as folhas das suas folhas"
Autor - Alberto Caeiro
(Heterónimo de Fernando Pessoa)
//VER DETALHE
"E os nossos sentidos tiveram uma ilusão"
Autor - Alberto Caeiro
(Heterónimo de Fernando Pessoa)
//VER DETALHE
"Tiveram a ilusão do que lhes agradaria"
Autor - Alberto Caeiro
(Heterónimo de Fernando Pessoa)
//VER DETALHE
"Ah, os sentidos, os doentes que vêem e ouvem"
Autor - Alberto Caeiro
(Heterónimo de Fernando Pessoa)
//VER DETALHE
"Fôssemos nós como devíamos ser"
Autor - Alberto Caeiro
(Heterónimo de Fernando Pessoa)
//VER DETALHE
"E não haveria em nós necessidade de ilusão"
Autor - Alberto Caeiro
(Heterónimo de Fernando Pessoa)
//VER DETALHE
>>

Nota:
As rimas são obtidas com base nas últimas 3 letras da palavra, e não com base na fonética.

Facebook

© Copyright 2003-2019 Citador - Todos os direitos reservados | SOBRE O SITE