Versos: Soneto de Separação

14 Versos

>>

"DE REPENTE do riso fêz-se o pranto"
Autor - Vinicius de Moraes
//VER DETALHE
"silencioso e branco como a bruma"
Autor - Vinicius de Moraes
//VER DETALHE
"E das bocas unidas fêz-se espuma"
Autor - Vinicius de Moraes
//VER DETALHE
"E das mãos espalmadas fêz-se o espanto"
Autor - Vinicius de Moraes
//VER DETALHE
"De repente da calma fêz-se o vento"
Autor - Vinicius de Moraes
//VER DETALHE
"Que dos olhos desfez a última chama"
Autor - Vinicius de Moraes
//VER DETALHE
"E da paixão fêz-se o pressentimento"
Autor - Vinicius de Moraes
//VER DETALHE
"E do momento imóvel fêz-se o drama"
Autor - Vinicius de Moraes
//VER DETALHE
"De repente, não mais que de repente"
Autor - Vinicius de Moraes
//VER DETALHE
"Fêz-se de triste o que se fêz amante"
Autor - Vinicius de Moraes
//VER DETALHE
>>

Nota:
As rimas são obtidas com base nas últimas 3 letras da palavra, e não com base na fonética.

Facebook

© Copyright 2003-2018 Citador - Todos os direitos reservados | SOBRE O SITE