Versos: Poema da Terra Adubada

18 Versos

>>

"Por detrás das árvores não se escondem faunos, não"
Autor - António Gedeão
//VER DETALHE
"Por detrás das árvores escondem-se os soldados"
Autor - António Gedeão
//VER DETALHE
"com granadas de mão"
Autor - António Gedeão
//VER DETALHE
"As árvores são belas com os troncos dourados"
Autor - António Gedeão
//VER DETALHE
"São boas e largas para esconder soldados"
Autor - António Gedeão
//VER DETALHE
"Não é o vento que rumoreja nas folhas"
Autor - António Gedeão
//VER DETALHE
"não é o vento, não"
Autor - António Gedeão
//VER DETALHE
"São os corpos dos soldados rastejando no chão"
Autor - António Gedeão
//VER DETALHE
"O brilho súbito não é do limbo das folhas verdes reluzentes"
Autor - António Gedeão
//VER DETALHE
"É das lâminas das facas que os soldados apertam entre os dentes"
Autor - António Gedeão
//VER DETALHE
>>

Nota:
As rimas são obtidas com base nas últimas 3 letras da palavra, e não com base na fonética.

Facebook

© Copyright 2003-2019 Citador - Todos os direitos reservados | SOBRE O SITE