Versos: A Armadura

16 Versos

>>

"Desenganos, traições, combates, sofrimentos"
Autor - António Feijó
//VER DETALHE
"Numa vida já longa acumulados, vão"
Autor - António Feijó
//VER DETALHE
"— Como sobre um paul contínuos sedimentos"
Autor - António Feijó
//VER DETALHE
"Pouco a pouco envolvendo em cinza o coração"
Autor - António Feijó
//VER DETALHE
"E a cinza com o tempo atinge uma espessura"
Autor - António Feijó
//VER DETALHE
"Que nem os mais cruéis desesperos abalam"
Autor - António Feijó
//VER DETALHE
"É como tenebrosa, impávida armadura"
Autor - António Feijó
//VER DETALHE
"Ou couraça de bronze em que os golpes resvalam"
Autor - António Feijó
//VER DETALHE
"Impermeável da Inveja à peçonhenta bava"
Autor - António Feijó
//VER DETALHE
"Nela a Calúnia embota os seus dentes ervados"
Autor - António Feijó
//VER DETALHE
>>

Nota:
As rimas são obtidas com base nas últimas 3 letras da palavra, e não com base na fonética.

Facebook

© Copyright 2003-2019 Citador - Todos os direitos reservados | SOBRE O SITE