Verso

"Quero-te como quero à abóbada nocturna"
Autor - Charles Baudelaire
Poema - Intangível  (1º verso)
// Consultar eventuais rimas para este verso

Nota:
As rimas são obtidas com base nas últimas 3 letras da palavra, e não com base na fonética.

Facebook

Inspirações

Somos o que Fazemos

© Copyright 2003-2019 Citador - Todos os direitos reservados | SOBRE O SITE