Johann Wolfgang von Goethe

Alemanha
28 Ago 1749 // 22 Mar 1832
Escritor, Cientista, Mestre de Poesia, Drama e Novela

A Armadilha do Quotidiano

Enquanto, submetidos que andamos à monstruosidade, quase não conseguimos levantar os olhos e ver à nossa volta para decidir o que havemos de fazer e como havemos de aplicar o que de melhor existe nas nossas forças e na nossa actividade, e enquanto nos fizer falta o mais elevado dos entusiasmos, que só pode existir se não for de natureza empírica, há-de continuar a haver, não digo dragões, mas pelo menos vermes miseráveis a roer o nosso quotidiano.

Johann Wolfgang von Goethe, in 'Máximas e Reflexões'




Facebook

© Copyright 2003-2017 Citador - Todos os direitos reservados | SOBRE O SITE