Albert Camus

França
7 Nov 1913 // 4 Jan 1960
Escritor/Novelista/Ensaísta/Compositor/Filósofo

A Falácia do Homem Livre

Cá entre nós, a servidão, de preferência sorridente, é pois inevitável. Mas não o devemos reconhecer. Quem não pode fugir a ter escravos, não valerá mais que os chame homens livres? Por princípio, em primeiro lugar, e depois para os não desesperar. É-lhes bem devida esta compensação, não acha? Deste modo eles continuarão a sorrir e nós manter-nos-emos de consciência tranquila. Sem o que, seríamos forçados a voltar-nos para nós mesmos, ficaríamos loucos de dor, ou até modestos, tudo é de temer.

Albert Camus, in "A Queda"




Facebook

© Copyright 2003-2017 Citador - Todos os direitos reservados | SOBRE O SITE