Franz Kafka

Austria
3 Jul 1883 // 3 Jun 1924
Escritor

A Podridão da Honra

Uma cadela de mau cheiro, que pariu numerosos filhotes, em parte já a apodrecer, mas que na minha infância era tudo para mim, que me segue fielmente o tempo todo, em quem não consigo bater, mas da qual, mesmo evitando o seu hálito, eu me desvio indo para trás e que, se não me decido por alguma outra coisa, irá empurrar-me até ao canto já visível da parede, para se decompor totalmente em cima de mim e comigo – é uma honra que me dá? -, a carne purulenta e cheia de vermes da sua língua na minha mão.

Franz Kafka, in 'Os Aforismos de Zurau ou Reflexões no Pecado, Esperança, Sofrimento, e o Caminho da Verdade (8-9)'




Facebook

© Copyright 2003-2019 Citador - Todos os direitos reservados | SOBRE O SITE