Camilo Ferreira Botelho Castelo Branco

Portugal
16 Mar 1825 // 1 Jun 1890
Escritor

20 Textos

>>

Se Queres Ser Feliz Abdica da Inteligência (1)

Os tolos são felizes; eu se fosse casado eliminava os tolos da minha casa. Cada cidadão, que me fosse apresentado, não poderia sê-lo, sem exibir o diploma de sócio da academia real das ciências. Olha...
Mistérios de Lisboa

Viver sem Sofrimento (2)

Os prazeres ardentes são momentâneos, e custam graves inconvenientes. O que devemos cobiçar é viver sem sofrer muito. Aquele que sofre foge-lhe uma parte da existência. O mal é nocivo à plenitude da ...
Cenas Inocentes da Comédia Humana

A Seriedade é uma Doença (3)

A seriedade é uma doença, e o mais sério dos animais é o burro. Ninguém lhe tira, nem com afagos nem com a chibata aquele semblante cabido de mágoas recônditas que o ralam no seu peito. Há nele a lin...
Cancioneiro Alegre

A Decadência do Coração nos Tempos Modernos (4)

Nestes ruins tempos de material e nauseante industrialismo, a fase do coração é curta, o amor vem temporão, e como que apodrece antes de sazonado. De toda a parte, aos ouvidos do mancebo vem a soada ...
Doze Casamentos Felizes

O Amor Infinito (5)

Da mulher o que nos comove e enleva é a parte impoluta que ela tem do céu; é a magia que a fada exercita obedecendo a interno impulso, não sabido dela, não sabido de nós. Ali há mensagem de outras re...
O Santo da Montanha

O Homem Pensador e a Mulher Faladora (6)

O homem pensador é necessariamente taciturno. A mulher faladora não consegue atordoar-lhe o espírito, mas faz-lhe nos ouvidos a traquinada intolerável de uma matraca. A matraca afuguenta do coração t...
Um Homem de Brios

O Valor do que Se Ama (7)

O homem que ama apaixonadamente, não cura de saber o valor que os outros dão à mulher que ama. (...) Se o amor, por qualquer condescendência, declina, o amante, cego ontem, abre hoje um olho, e duvid...
Onde Está a Felicidade?

O Conhecimento de nada Serve no Amor (8)

O «conhece-te!» do filósofo antigo, é uma tolice. Quem é que se conhece? Quem pode responsabilizar-se pelos seus actos de amanhã? Não está definida a virtude nem o crime. Tu hoje levantas uma mulher ...
Onde Está a Felicidade?

O Segredo de Salvar-me Pelo Amor (9)

Quem há aí que possa o cálix
De meus lábios apartar?
Quem, nesta vida de penas,
Poderá mudar as cenas
Que ninguém pôde mudar ?

Quem possui na alma o s...

O Amor Como Graduação da Nossa Consciência (10)

Ninguém sente em si o peso do amor que se inspira e não comparte. Nas máximas aflições, nas derradeiras do coração e da vida, é grato sentir-se amado quem já não pode achar no amor diversão das penas...
Amor de Perdição
>>

Facebook

Inspirações

Exultar o Amor

© Copyright 2003-2019 Citador - Todos os direitos reservados | SOBRE O SITE