Hugo von Hofmannsthal

Austria
1 Fev 1874 // 15 Jul 1929
Escritor

12 Textos



Como Vemos os Outros (1)

Nós temos em toda a vida, especialmente na esfera da comunicação espiritual, o hábito errado de emprestarmos às outras pessoas muito daquilo que nos é próprio, como se tivesse de ser mesmo assim. Mas...

Reconhecimento Indirecto (2)

Uma espécie de reconhecimento indirecto constante é um ingrediente que nunca pode faltar nas relações sociais; o reconhecimento directo é mais difícil de suportar: quem nos manifesta directamente o s...

Consistência Irreal (3)

A principal diferença entre as pessoas reais e as figuras inventadas pelos escritores é a que resulta do facto de estes fazerem todos os esforços para darem às figuras coerência e unidade interior, a...

Os Méritos Invisíveis (4)

Há certos méritos em nós que nunca, como resultado de uma obra produzida, a nós próprios saltam à vista, nem mesmo na reacção do mundo se tornam perceptíveis; e, no entanto, são esses os mais valioso...

Nada é Impossível nas Relações Humanas (5)

Observando o decorrer do tempo, nada, afinal, se considera impossível no que concerne às relações humanas: nenhuma transformação, nenhum retrocesso, nenhuma contradição em si mesma. O que mantém tudo...

A Inconsistência Humana (6)

Quanto mais uma pessoa se aproxima de outra, menos consegue - a não ser que a veja com os olhos do amor - achá-la consequente na sua actividade e consistente no seu interior, e a outra retribui-lhe d...

Os Falsos Cultos (7)

A maior parte das pessoas, ao entregarem-se às chamadas ocupações intelectuais, considerando como tais o ler e o escrever (não o escrever cartas, mas o escrever como autor), não fazem de modo algum o...

Obedecer ao Seu Génio ou às Suas Insuficiências (8)

Para aquele que produz não há nenhuma prova mais séria do que procurar reconhecer se o que, de um passo para outro, o coage e previne é o seu verdadeiro génio ou a voz pusilânime das suas insuficiênc...

O Íntimo e o Vulgar (9)

A vergonha que leva uma pessoa a não querer falar a ninguém das suas relações mais íntimas é uma auto-advertência do espírito; em cada confissão, em cada descrição, facilmente a distorção se insinua ...

O Mais Raro De Todos (10)

São apreciados, como algo de raro, aqueles que sabem ouvir calma e atentamente; igualmente raro é um verdadeiro leitor e o mais raro de todos é aquele que deixa que os seus semelhantes actuem sobre e...

Importa Procurar o Perigo (11)

Não estamos nós na maior pobreza onde mais seguros estamos, na maior riqueza onde estamos em maior perigo - não é voltar sempre a procurar o perigo que importa; não existe um hálito de morte e de put...

O Bom Narrador (12)

O narrador comum narra como algo poderia acontecer acidentalmente. O bom narrador faz acontecer algo no momento actual diante dos nossos olhos. O mestre narra como se acontecesse de novo algo há muit...


Facebook

© Copyright 2003-2017 Citador - Todos os direitos reservados | SOBRE O SITE