José Luís Nunes Martins

Portugal
n. 14 Mar 1971
Filósofo

53 Textos

<< >>

O Vento que Decidirmos Ser (21)

Uma das mais importantes escolhas que cada um de nós deve fazer é a de escolhermos qual o foco prin-cipal da nossa atenção e cuidado. Se o mundo à nossa volta, a fim de o mudar, ou se o interior de n...
Os infinitos do amor

Nascer em Nós (22)

Depositamos pouca fé em nós mesmos. Acreditamos que as boas soluções só podem chegar-nos de fora, como se fossemos incapazes de as criar... Quantas vezes a fé e a esperança aparecem como uma desculpa...
Amor, silêncios e tempestades

Os Inimigos do Progresso (23)

O progresso que se deseja hoje é algo que dependerá mais da vontade individual do que dos prodígios impessoais dos mercados.

A miséria e a ignorância são dois travões ao desenvolvime...
Filosofias

O que é Dar a Vida? (24)

Dar a vida é amar. Abdicar de si... em favor de um outro. Vencer egoísmos e medos com a convicção de que dar-se nunca é um excesso nem uma cobardia.

Dar a vida é perder-se para se e...
Os infinitos do amor

Para Além do Hoje (25)

Cada vez mais se vive o momento. Fugimos do passado e temos medo do futuro, o que implica que somos forçados a viver um presente demasiado pequeno.

Os tempos de descanso devem ser o...
Amor, silêncios e tempestades

Dar o que Temos é Pouco (26)

Quem apenas dá o que tem dá sempre pouco. Cada um de nós é muito mais do que aquilo que possui. Assim, mais do que dar o que temos, devemos dar o que somos.

Quem dá o que é irradia o...
Os infinitos do amor

Todos Erramos (27)

Apontamos quase sempre o dedo a quem erra... Condenamos os outros com enorme facilidade. Compreendemo-los pouco, perdoamo-los ainda menos. Mas, será que atirar pedras é o mais justo, eficaz e melhor?...
Amor, silêncios e tempestades

As Obras e os Mistérios do Amor (28)

Quem ama não sente o amor no seu coração. Vive no coração do amor. O amor que nos oferece os sonhos mais belos e nos faz voar, é o mesmo que nos crava os espinhos mais duros na carne e se faz mar nas...
Os infinitos do amor

A Chama da Vida e o Fogo das Paixões  (29)

Nem sempre estar apaixonado é bom. A maior parte das paixões tomam conta da vontade e assumem o controlo do sentir e do pensar. Prometem a maior das libertações, mas escravizam quem desiste de si mes...
Os infinitos do amor

Somos a Resposta que Damos ao que Nos Acontece (30)

Somos frágeis. A vida é dura. Não somos o que nos acontece.

Há pesos que não podemos rejeitar. Toda a revolta seria tão ilusória quanto inútil. Mas não devemos ficar pela simples re...
Via-Sacra para Crentes e Não-Crentes

Sermos Humildes (31)

Sermos humildes passa por reconhecermos a nossa condição de pobres, não só do ponto de vista material, mas sobretudo quanto à enorme distância que nos separa da nossa própria perfeição. Daquilo que p...
O Rosário para Crentes e Não-Crentes

Lutar Contra as Adversidades (32)

Depois dos bons momentos... vêm sempre os piores. O encontro com o mais belo da existência não anula a nossa fragilidade. Mais uma vez, caímos. Mais uma vez, experimentamos a derrota, sentimos que nã...
Via-Sacra para Crentes e Não-Crentes

O Amor Exige Trabalho (33)

A confiança em nós adquire‑‑se com a experiência que temos de nós mesmos. Acredito mais em mim quando antes provei, perante mim próprio, que sou capaz de cumprir aquilo a que me proponho,...
Sermões num Minuto

Amar é dar-se, não é dar se... (34)

À partida ninguém sabe amar. O amor é um fluxo que sai de mim em direção ao outro, a fim de o proteger como ele e ajudá-lo no que for importante para a sua vida. É uma torrente permanente.
É ...
Sermões num Minuto

Posso Mudar o Mundo? (35)

Uma só pessoa pode mudar o mundo. A verdade e a bondade escasseiam de tal modo que alguém vertical é, por si só, uma referência na História. Todos conhecemos alguém cuja vida é uma fonte de inspiraçã...
Sermões num Minuto

Não me Esquecerei de Ti (36)

Por mais amarga que a vida se faça, por mais duros que sejam os caminhos que terei de fazer e percorrer, por mais que sofra, não me esquecerei de ti.
Podem os montes aplanar se e encher os va...
Sermões num Minuto

Sem Firmeza Haverá Amor? (37)

O amor é firme. Se não for firme não é amor. Quem ama deve defender o seu amor face a todas as ameaças, venham elas de onde vierem, sejam elas de que tamanho forem.
Amar é traçar um caminho, ...
Sermões num Minuto

O Valor de Tudo e a Importância do Nada (38)

Uma das melhores formas de avaliar as pessoas e as coisas é esperar que com o passar do tempo a sua importância se relativize e revele. Demasiado perto, tudo tende a parecer absoluto e definitivo. Pa...
Os infinitos do amor

A Multidão, a Solidão e o Amor (39)

Querida amiga,

Compreendo o seu medo por uma vida que acabe em solidão e onde nunca chegue ao sucesso profissional...

Julgo que deve, em primeiro lugar, aprender a v...
Os infinitos do amor

A Loucura da Paciência (40)

Nos sonhos, quase nunca se espera. No mundo irreal, os desejos e vontades concretizam-se de forma quase imediata. Na vida do dia-a-dia, a paciência é essencial a quem pretende alcançar algo de bom. T...
Os infinitos do amor
<< >>

Facebook

© Copyright 2003-2018 Citador - Todos os direitos reservados | SOBRE O SITE