Stendhal

França
23 Jan 1783 // 23 Mar 1842
Escritor

10 Textos



O Melindre é Vaidade Pura (1)

O melindre é um movimento da vaidade: não quero que o meu antagonista leve a melhor sobre mim, e tomo o próprio antagonista por juiz do meu mérito. Quero produzir um efeito sobre o seu coração...

A Cegueira do Amor (2)

Desde que se ame, o mais sensato dos homens não vê nenhum objecto tal como é. Exagera para menos as suas próprias vantagens e para mais os menores favores do objecto amado. Os temores e as esp...

O Amor é a Mais Forte das Paixões (3)

Por que é que gozamos com cada nova beleza que descobrimos no que amamos? Porque cada nova beleza nos dá a inteira e total satisfação de um desejo. Se a queremos sensível ela será sensível. Se em seg...

O Amor e o Dinheiro (4)

No amor, quando se divide o dinheiro, aumenta-se o amor; quando se dá dinheiro, mata-se o amor.
Afasta-se a infelicidade actual e o odioso receio de vir a necessitar no f...

Regras Básicas de Avaliação do Amante (5)

Para avaliar o amor da vossa amante, lembrai-vos:
1º - De que, quanto mais prazer físico entrou na base do vosso amor, no que noutros tempos determinou a intimidade, tanto mais ele está sujei...

A Alma Transforma-se em Sensações (6)

Eis um efeito que me será contestado, e que só apresento aos homens que, digamos, são bastante infelizes para terem amado com paixão durante longos anos, dum amor contrariado por obstáculos invencíve...

A Importância de uma Resolução Forte (7)

Uma resolução forte muda no mesmo instante a maior infelicidade num estado suportável. À tarde, depois de uma batalha perdida, um homem foge a toda a velocidade, num cavalo meio-morto; ouve distintam...

Têm-se Deveres Conforme o Alcance do Espírito (8)

Em quase todos os acontecimentos da vida, uma alma generosa vê a possibilidade duma acção de que uma alma comum não tem a mesma ideia. No próprio instante em que a possibilidade dessa acção se torna ...

O Saudável Receio Como Base de Felicidade no Amor (9)

Sempre uma pequena dúvida a acalmar, eis o que faz a sede de todos os instantes, eis o que constitui a vida do amor feliz. Como o receio nunca o abandona, os seus prazeres não podem nunca entediar. O...

O Amor Verdadeiro Não Pensa Senão em Si Próprio (10)

O primeiro amor dum homem que entre na sociedade é geralmente um amor ambicioso. Raramente esse amor se declara por uma rapariga doce, amável e inocente. Como tremer, adorar, sentir-se em presença du...


Facebook

© Copyright 2003-2017 Citador - Todos os direitos reservados | SOBRE O SITE