Epicteto

Roma Antiga
55 // 135
Filósofo

Desejo Insaciável

Tudo quanto possuis te parece pequeno; tudo quanto possuo me parece grande. O teu desejo é insaciável, o meu não. Olha a criança enfiando a mão num jarro de gargalo estreito tentando retirar as nozes e os figos ali contidos: se enche a mão, não a pode tirar, e põe-se então a chorar.
- Deixa algumas nozes e poderás tirar as restantes!
Tu também: deixa o teu desejo ir-se embora, não ambiciones muitas coisas, que algo obterás.

Epicteto, in 'O Festival Da Vida'




Facebook

Inspirações

Amar e Ser Amado

© Copyright 2003-2019 Citador - Todos os direitos reservados | SOBRE O SITE