Citador

Portugal


Frases de Amor

Frases de amor em textos, citações, poemas e imagens, existem em enorme quantidade aqui no Citador. As frases de amor são uma fonte de inspiração para a escrita de mensagens de amor ou outros textos maiores, sublimando o amor que temos pela pessoa amada.
Podem encontrar nas seguintes secções frases de amor em todos os estilos, desde o amor arrebatador, ao amor fiel, ao amor louco, ao amor sofrido.

Frases de Amor em Mensagens e Cartas de Amor
Frases de Amor em Textos
Frases de Amor em Poemas
Frases de Amor em Frases Curtas
Frases de Amor em Imagens

O amor e a amizade são os principais sentimentos que dão sentido e cor às nossas vidas. Produtos directos da natureza e do instinto de sobrevivência, são sentimentos simultaneamente simples e complexos, geradores dos melhores e piores momentos da vida de cada um, biógrafos de emoção que fazem de cada existência uma única, independentemente da monotonia do quotidiano, num registo de interacções humanas onde o ideal se sobrepõe ao real, numa eterna repetição do ciclo de expectativas que, suavizadas à medida que a idade avança, mantêm a sua pureza no coração de cada um por via de todos os momentos únicos vividos e respectivas recordações acumuladas.

É comum dizer-se que o amor e a amizade não se explicam. Tal é evidente pela nossa experiência pessoal e pelas múltiplas e complexas motivações aparentes que observamos nos relacionamentos entre outras pessoas. Por isso, desde a antiguidade que os mais diversos pensadores registam os mais variados tipos de considerações sobre estes dois sentimentos, realçando os seus aspectos positivos e negativos, a complexidade e muitas vezes subjectividade na interpretação do que é um verdadeiro amor e uma verdadeira amizade, e todos os tipos de influências que estes podem sofrer a partir de outros aspectos da vida, tais como a inveja, a riqueza, o sucesso, o fracasso, o egoísmo, etc.

Na realidade os conceitos de amor e amizade variam no íntimo de cada um, e raras vezes são comuns as expectativas mútuas numa relação, o que, embora não condicione forçosamente o sucesso da mesma, é necessário que cada um tire a satisfação suficiente que lhe permita, no seu entender, preservar e alimentar essa relação. É precisamente do dar recíproco que vive cada relação, do dar e da recepção desse dar. Pois receber algo que não vai ao encontro do que se pretende, seja por defeito ou excesso, seja pelo desencontro nas expectativas de quem recebe, produz frustração nas duas partes e é o principal ponto de ruptura em qualquer relação saudável; saudável no sentido de que não se tratem de relações de interesse, de dependência, ou de hábitos institucionalizados, que, por uma rotina de comportamentos e costumes, se sobrepõem aos sentimentos originais que há muito se ofuscaram.

A palavra amor é, com frequência, abusivamente usada e banalizada, sendo recorrente ouvi-la para nomear outros sentimentos que não são amor mas que por via da necessidade de afirmação e realização de cada um, surge para engrandecer algo que não merece esse nome, à falta de melhor experiência de verdadeiro amor. No amor é preciso que duas pessoas sejam uma, e, embora tal possa acontecer no início de cada relação, que se caracteriza por irmos ao encontro do outro desvirtuando-nos a nós próprios, se de facto as duas pessoas não forem feitas uma para a outra a pouco e pouco surge o choque de personalidades constante e o remar para sítios diferentes, criando a distância e o antagonismo na relação. Embora muitas vezes haja a tentação de manter um comportamento diferente daquilo que somos, quanto mais usufruímos do que somos e temos, sem reclamar pelo que não nos é dado, mais inteiros estamos e mais verdadeiro pode ser o amor que, através de nós, se espalha.

Vive melhor quem ama mais, e daí a fácil e rápida ilusão de quem encontra alguém que lhe parece ser a sua possível futura cara-metade, numa sofreguidão à qual nem escapa o maior solitário quando incendiado pela chama do amor. A verdade é que sem amor não temos nada, pois este é a origem de todas as emoções positivas, sendo um estado de alma que evolui até à morte, portanto de uma importância tal que muitas vezes se acaba por amar mais o amor do que se tem amor específico por esta ou aquela pessoa, e, por toda esta complexidade misteriosa, às vezes chamamos de amor ao que não passa de vaidade.

Assim se vê que muitas são as motivações e mutações do amor, que, de sentimento essencial, tanto pode transformar a nossa vida num paraíso como num inferno, embora o purgatório de relações medíocres ou moribundas seja a realidade da maioria das relações amorosas, agravadas pelo desgaste natural do quotidiano, antítese de um ideal que se pretende sempre renovado.

© Citador




Facebook

Inspirações

Não há Normas

© Copyright 2003-2019 Citador - Todos os direitos reservados | SOBRE O SITE