Honoré de Balzac

França
20 Mai 1799 // 18 Ago 1850
Escritor

Imoralidade Fatal

A acusação de imoralidade, que nunca faltou ao escritor corajoso, é aliás a última que resta a fazer quando não se tem mais nada a dizer a um poeta. Se fordes verdadeiro em vossas pinturas; se, à força de trabalhos diurnos e nocturnos, conseguirdes escrever a língua mais difícil do mundo, atiram-se-vos a palavra imoral ao rosto. Sócrates foi imoral, Jesus Cristo foi imoral; ambos foram perseguidos em nome das sociedades que derrubavam ou reformavam. Quando se quer matar alguém, acusam-no de imoralidade.

Honoré de Balzac, in 'Prefácio à Comédia Humana'




Facebook

© Copyright 2003-2019 Citador - Todos os direitos reservados | SOBRE O SITE