Wilhelm Leibniz

Alemanha
1 Jul 1646 // 14 Nov 1716
Filósofo/Cientista

O Amor pelo Outro

Os filósofos e os próprios teólogos distinguem duas espécies de amor, a saber, o amor que chamam de concupiscência, que não passa do desejo ou do sentimento que se tem por aquilo que nos dá prazer, sem que nos interessemos se ele está a receber amor; e o amor de benevolência, que é o sentimento que se tem por aquele que, pelo seu prazer e sua felicidade, nos dá amor. O primeiro faz-nos visar o nosso prazer, e o segundo, o prazer do outro, mas como se fizesse, ou melhor, constituindo o nosso; pois, se não tornasse a cair sobre nós de alguma maneira, não poderíamos por ele nos interessar, porque é impossível, seja o que for que digam, nos desapegarmos do nosso próprio bem.

Wilhelm Leibniz, in 'Novos Ensaios sobre o Entendimento Humano'




Outros Textos de Wilhelm Leibniz:

Facebook

Inspirações

O Tamanho da Mãe

© Copyright 2003-2019 Citador - Todos os direitos reservados | SOBRE O SITE