Osho

Índia
11 Dez 1931 // 19 Jan 1990
Líder Espiritual

O Caminho do Amor

Não será que o amor é Deus e o coração, a transbordar de amor, é o templo? E não estará a procurar em vão a pessoa que abre mão do amor e procura Deus noutro lado?
Em tempos costumava fazer-me esta pergunta, agora faço-a a si. Quem procura Deus está a anunciar que ainda não alcançou o amor, porque quem alcançou o amor também alcançou a piedade.

A procura de Deus está profundamente enraizada na necessidade de ter amor, mas a verdade é que é impossível encontrar Deus sem ter antes experimentado o amor. E assim sendo, a pessoa que começa por procurar Deus não o encontrará e será também privada de encontrar o amor. Mas a pessoa que procura o amor irá, em última análise, encontrar o amor e, no final, Deus também.
O amor é o caminho, o amor é a porta, o amor é a energia que faz os pés andarem; o amor é a sede de vida e, no final de contas, o amor é a grande conquista da vida. Na verdade, o amor é Deus.

Eu digo: esqueça Deus e procure o amor. Esqueça os templos e procure no seu coração - pois, se Deus existir, é lá que está. Se existe alguma imagem de Deus, essa imagem é o amor.
Todavia, essa imagem perdeu-se no meio dos ídolos feitos de pedra. Se existe algum templo de Deus, esse templo é o coração. Todavia, o templo do coração foi completamente coberto pelos templos feitos de barro. Perdemos Deus nos ídolos e nos templos feitos para ele. É difícil conhecê-lo por causa dos seus sacerdotes. Tornou-se impossível ouvir a sua voz por causa dos cânticos e orações entoadas para ele.
Se o amor regressar às vidas dos homens, Deus também regressará.

Um homem culto foi visitar um santo. Carregava sobre a cabeça tamanha pilha de escrituras que quando finalmente chegou à cabana do santo quase tinha morrido. Mal lá chegou, perguntou ao santo:
- Do que é que preciso para encontrar Deus?
Ainda tinha sobre a cabeça o fardo que carregava.
- Amigo, antes de mais, pousa esse fardo - foi a resposta do santo.
O homem culto sentiu-se muito relutante. No entanto, arranjou coragem e pousou o fardo. Não há dúvida de que é preciso uma coragem inabalável para nos aliviarmos do peso que carregamos na alma. Mas mesmo assim ele manteve uma mão a agarrar a sua carga.
- Amigo, afasta essa mão também - disse o santo.
Aquele homem devia ser muito corajoso porque, reunindo toda a sua energia, retirou a mão de cima da sua carga. Então o santo disse:
- Estás familiarizado com o amor? Os teus pés já alguma vez percorreram o caminho do amor? Se não, vai e entra no templo do amor. Vive o amor e conhece o amor, depois volta. Garanto-te que, depois disso, levar-te-ei a Deus.

O homem culto regressou a casa. Tinha partido um homem erudito mas já não o era. Deixara o conhecimento que colecionara para trás. Aquele homem era decerto pouco comum e abençoado, tendo em conta que é mais fácil abdicar de um trono do que do conhecimento - afinal de contas, o conhecimento é o derradeiro pilar do ego. Mas é necessário perdê-lo para amar.
O oposto do amor é o ódio. O maior inimigo do amor é o ego, sendo o ódio um dos seus filhos. Apego, desapego, desejo, falta de desejo, ganância, ódio, ciúme, inimizade: são todos filhos dele. A família do ego é muito extensa.
O santo acompanhou o homem até aos arredores da povoação e despediu-se dele. O homem merecia-o: o santo estava satisfeito com a coragem que demonstrara. Onde existe coragem, o nascimento da religião é possível. A coragem conduz à liberdade e a liberdade coloca-nos frente a frente com a verdade.

Mas os anos foram-se passando. O santo fartou-se de esperar que o homem regressasse, e ele não o fez. Por fim, o santo partiu à sua procura e um dia encontrou-o. Encontrou-o, perdido dentro dele próprio, numa povoação a dançar. Até era difícil reconhecê-lo. A felicidade tinha-o rejuvenescido. O santo parou junto dele e perguntou-lhe:
- Porque não voltaste= Estava farto de esperar por ti, decidi vir ao teu encontro. Não queres procurar Deus?
O homem respondeu:
- Não, de todo. No preciso momento em que descobri o amor, encontrei Deus também.

Osho, in 'Candeias de Barro'




Facebook

Inspirações

Esperar pelo Melhor

© Copyright 2003-2017 Citador - Todos os direitos reservados | SOBRE O SITE