Manuel Vilas

Espanha
n. 19 Jul 1962
Escritor

O Envelhecimento é Igualador

O envelhecimento é o nosso futuro. Disfarçamo-lo com palavras como «dignidade», «serenidade», «honestidade», «sabedoria», mas qualquer idoso renunciaria a tais palavras desde que lhe tirássemos cinco anos de cima, ou até cinco meses. A minha mãe nunca aceitou o envelhecimento. Não sei que género de velho serei, e pouco me importa. O normal é morrer antes da chegada da decrepitude. As pessoas morrem sempre, todos acabamos por morrer. Todos os fracassados da terra, todos os pobres e todos os analfabetos cobram assim a sua vingança sobre os que acumularam êxitos, poder, conhecimento, cultura e sabedoria.
O envelhecimento é igualador.
E é divertido assistir a esse espectáculo: não tem conteúdo moral nem muito menos religioso, é apenas um espectáculo inesperado, muito estimulante e muito fascinante. O mundo e a natureza eliminam os predadores que, fortuitamente, criaram. Envolve-nos o presente, essa furiosa capacidade do presente de nos fazer crer que a vida tem consistência. Há que dar valor a estes esforços do tempo presente, ao seu grande afã civilizador. É o que temos.

Manuel Vilas, in 'Em Tudo Havia Beleza'




Facebook

© Copyright 2003-2019 Citador - Todos os direitos reservados | SOBRE O SITE