Harold Pinter

Inglaterra
10 Out 1930 // 24 Dez 2008
Dramaturgo/Poeta [Nobel 2005]

O Teatro e a Sátira Política

O teatro político coloca toda uma série de problemas. Há que evitar os sermões a todo o custo. A objectividade é essencial, deve-se deixar as personagens respirar o seu próprio ar. O autor não pode confiná-las nem obrigá-las a satisfazer o seu próprio gosto, inclinações ou preconceitos. Tem de estar preparado para as abordar sob uma grande variedade de ângulos, um leque de perspectivas diversas, apanhá-las de surpresa, talvez, de vez em quando, mas deixando-lhes a liberdade de seguirem o seu próprio caminho. Isto nem sempre funciona. E a sátira política, é evidente, não obedece a nenhum destes preceitos; faz exactamente o inverso, e é essa a sua função principal.

Harold Pinter, in "Discurso de Aceitação do Prémio Nobel"




Facebook

© Copyright 2003-2019 Citador - Todos os direitos reservados | SOBRE O SITE