Vergílio Ferreira

Portugal
28 Jan 1916 // 1 Mar 1996
Escritor

Qual é a Nossa Puerilidade Actual?

Que se pensará de nós daqui a cem anos? Como se sentirá o que hoje sentimos? Porque tudo envelhece tão incrivelmente cedo. Quando se relê uma revista de há vinte, trinta anos, não são bem os assuntos que envelheceram mas a maneira como se é nele, com eles. É-se então ingénuo, como não sabemos explicar. Tudo perde então viabilidade, é um ser-se infantil, um modo ridículo de relacionamento com a vida. As ideias podem talvez persistir. Mas encarquilharam ao muito sol que apanharam, são quebradiças, frágeis no modo de existirem, fúteis e pueris como uma moda que passou. É a altura de vir ao de cima o que era então invisível e é agora a parcela que lançamos nas nossas contas de homens. É a altura de isso se separar do ridículo em que se encarnou e de viver por si na significação que teve. Qual o invisível de nós para amanhã? Qual a puerilidade para deitar fora?

Vergílio Ferreira, in 'Pensar'





Facebook

© Copyright 2003-2019 Citador - Todos os direitos reservados | SOBRE O SITE