José Tolentino Mendonça

Portugal
n. 15 Dez 1965
Padre/Teólogo/Poeta

Trazer uma Imagem de Amor dentro de Si

Isto é bem claro na história de pessoas que resistem a sofrimentos inimagináveis. Por exemplo, uma pessoa que consegue não ser completamente aniquilada num campo de concentração ou um prisioneiro político que mantém a esperança apesar dos obstáculos que lhe são colocados. Qual é o segredo?
Se formos verificar os relatos dessas pessoas, perceberemos que a razão da sua resiliência é uma imagem de amor e liberdade que têm dentro delas, que internalizaram fortemente e que se torna a força que as sustenta. Não há ameaça alguma, não há tormento capaz de aniquilar o dom fundamental que as habita. Por isso, nada derrota mais o homem do que pensar-se órfão de Deus, achar que Deus não está presente, considerar que, no fundo, Deus não nos ama, que Ele tem razões para nos voltar as costas.
O anúncio de Jesus desmente estas imagens: Ele coloca no centro da experiência religiosa o amor de Deus. A Primeira Carta de São João há de fazer eco desse anúncio vital que define a arquitetura da nossa vida: «Vede que admirável amor o Pai nos consagrou em nos chamarmos filhos de Deus. E somo-lo de facto.» (1 João 3:1) Que esse amor nos dê forças. Nos dê a sabedoria necessária para afrontarmos a tarefa de viver.

José Tolentino Mendonça, in 'O Pequeno Caminho das Grandes Perguntas'




Facebook

© Copyright 2003-2019 Citador - Todos os direitos reservados | SOBRE O SITE