Publicidade

Opinião de Leitura
O Leilão do Lote 49 O Leilão do Lote 49

Autor: Pynchon, Thomas

Leitor: Paulo Neves da Silva

Opinião

Um romance que se poderia classificar como muito original, excêntrico ou sem sentido, «O Leilão do Lote 49» está literalmente acima de qualquer classificação clássica, rompendo com qualquer canône de padrão literário, mas escrito de forma superior. Numa narrativa densa e estonteante em que o leitor mergulha num labirinto sem saída, seguimos a senda de Oedipa, que, feita executora do testamento de um seu ex-namorado rico que faleceu, vai descobrindo aos poucos a teia de uma organização que remonta ao século XVI, sem que, a qualquer momento, consiga concluir factualmente se tal é real ou se está a ser vítima de uma paranóia individual ou até colectiva, no meio de tantos acontecimentos estranhos e súbitas mortes que vão surgindo no seu caminho consoante tenta aprofundar uma explicação que encontra sempre novos contornos.

Com um humor mordaz e inteligente, pontuado por muitos episódios hilariantes, este romance apresenta-se como uma sátira corrosiva a todos os que consideram que tudo na vida tem que ter uma explicação ou um sentido, quando muitas vezes o acaso ou as circunstâncias, e certas coincidências, nos conduzem a ilhas aparentemente seguras mas destituídas de consistência se a sequência de acontecimentos na vida se tivesse processado de outra forma.

A narrativa de Pynchon, além de muita rica na forma como descreve os acontecimentos, está recheada de episódios históricos e de divagações científicas que dão um interesse ainda maior à teia de mistério que envolve o desnorte de Oedipa na tentativa de dar o seu contributo para que o imenso legado do testamento venha a ser aplicado da melhor forma.

Não recomendado a quem queira ter uma leitura fácil sem muita concentração, mas vivamente recomendado para uma leitura de estilo completamente diferente mas muito inteligente, com muitos momentos divertidos pelo meio. O final e as suas conclusões são deixados à completa interpretação do leitor, o autor não faz questão de dar qualquer ajuda.

Publicidade

Facebook
Publicidade

Inspirações

Viver Sem Amor

Publicidade

© Copyright 2003-2021 Citador - Todos os direitos reservados | SOBRE O SITE