Publicidade

Ana Sá Lopes

Publicidade

7 Citações



Debaixo dos panos da civilização, somos todos animais que nunca saíram das cavernas. Não fazemos mais nada senão procurar a caça, a comida, homem ou mulher, fortificar o espaço vital, combater o inimigo, proteger os filhos, resistir ao invasor, dominar o outro. Em geral as pessoas são estranhas e não são assim tão estranhas.

Diário de Notícias / 20071124
Quando se quer perceber o amor é porque não há nada para perceber.

Diário de Notícias / 20071117
Como o amor é de conhecimento tão óbvio como uma bátega de chuva, a dúvida é equivalente a uma negativa. Se duvidas que ele te ama, é porque evidentemente não ama. Isto pode ser chato, mas é a vida.

Diário de Notícias / 20071117
O facto de o amor se encontrar fora da razão é potenciador de charadas notáveis. Em geral, as pessoas continuam a querer perceber o amor, como se fosse plausível tentar questionar o que está fora da lógica e da ciência. A análise aplicada do fenómeno continua a entreter toda a gente - e a sustentar psiquiatras e "cientistas" da auto-ajuda. E nunca há nada para explicar: aquele que ama está fora da lei, da lógica ou do pensamento. É um imbecil à solta.

Diário de Notícias / 20061215
Quase tudo no amor é ridículo, desajustado, incongruente: o amor é um lugar fora da cidade e dos seus sacramentos, a milhas da razão, estranho à cultura, arredado da educação, a contas com a justiça - nunca há justiça no amor e, misteriosamente, os envolvidos acreditam que ela acontecerá e suplicam todos os dias pela impossível clemência.

Diário de Notícias / 20061215
Não há criatura mais arrogante que a plena de felicidade.

Diário de Notícias / 20060609
É no fim do amor que se descobre o (seu) tamanho. Quando acaba. Antes não se lhe consegue tirar as medidas.

Público / 20040905
 
Publicidade

Facebook
Publicidade

Inspirações

O Amor é Simples

Publicidade

© Copyright 2003-2021 Citador - Todos os direitos reservados | SOBRE O SITE