Publicidade

Luís Vaz de Camões

Portugal
1524 // 10 Jun 1580
Poeta

Publicidade
— Não creias, fero Bóreas, que te creio
Que me tiveste nunca amor constante,
Que brandura é de amor mais certo arreio,
E não convém furor a firme amante.

Lusíadas




Publicidade

Facebook
Publicidade

Publicidade

© Copyright 2003-2021 Citador - Todos os direitos reservados | SOBRE O SITE