Publicidade

António Lobo Antunes

Portugal
n. 1 Set 1942
Escritor/Psiquiatra

Publicidade

125 Citações

<< >>

Por que é que havia de me sentir sozinho? Raras vezes na minha vida, desde que me lembro de mim, tive um sentimento de solidão. E não me sinto mal na minha companhia, divertimo-nos muito os dois, eu e eu. Não me aborreço.

Tabu/Sol (2008)
Há momentos e situações em que o olhar comunica mais que as palavras, isso também é intimidade. Creio que sou capaz de dizer muitas cosas sem falar, é o outro que também tem de compreender e de saber interpretar. Quando se estabelece essa relação de intimidade e de amizade, não é necessário falar. (...) Frequentemente é melhor não o fazer porque as palavras estão muito gastas.

«Conversas com António Lobo Antunes», María Luisa Blanco (2002)
Isto às vezes é tremendo porque a gente quer exprimir sentimentos em relação a pessoas e as palavras são gastas e poucas. E depois aquilo que a gente sente é tão mais forte que as palavras...

Público (2004)
Publicidade
Ninguém sabe o que é a morte, mas não faz muita diferença porque também nunca sabemos o que é a vida.

Tabu/Sol (2008)
Não quero que me respeitem a mim, quero que respeitem a honestidade do meu trabalho.

Diário de Notícias (2003)
Os homens nuca dizem: «Já não gosto.» Dizem: «O problema não está em ti, está em mim. Preciso de pensar, preciso de espaço...». As mulheres são muito mais directas: «Deixei de gostar de ti.» E pronto. Os homens nunca o dizem porque querem que a mulher fique de reserva.

Expresso (2010)
Publicidade

É mais sensual uma mulher vestida do que uma mulher despida. A sensualidade é o intervalo entre a luva e o começo da manga.

Diário de Notícias (2004)
Muitas vezes as coisas que nos tocam mais são aquelas que na altura em que estão a acontecer nem nos apercebemos.

Tabu/Sol (2008)
Nós somos felizes só por instantes. Temos medo de viver um grande amor. Estamos muito mais habituados a sofrer do que a ser felizes.

Público (1994)
A amizade é regida pelo mesmo mecanismo que o amor, é instantânea e absoluta.

«Conversas com António Lobo Antunes», María Luisa Blanco (2002)
<< >>
 
Publicidade

Facebook
Publicidade

Inspirações

Amor Bobo

Publicidade

© Copyright 2003-2021 Citador - Todos os direitos reservados | SOBRE O SITE