Header load Poemas - Ricardo Reis - Poemas / Poesia de Ricardo Reis - Citador
 
 
 

Ricardo Reis
(Heterónimo de Fernando Pessoa)

Portugal
n. 19 Set 1887


128 Poemas

<< >>

Cada um Cumpre o Destino que lhe Cumpre (11)

Cada um cumpre o destino que lhe cumpre,/ E deseja o destino que deseja;/ Nem cumpre o que deseja,/ Nem deseja o que cumpre./ Como as pedras na orla dos canteiros/ O Fado nos dispõe, e ali ficamos;/ ...

Não Temos Mais Decerto que o Instante (12)

Atrás não torna, nem, como Orfeu, volve/ Sua face, Saturno./ Sua severa fronte reconhece/ Só o lugar do futuro./ Não temos mais decerto que o instante/ Em que o pensamos certo./ Não o pensemos, pois,...

Por que não Haverá de Mim um Deus? (13)

Se a cada coisa que há um deus compete,/ Por que não haverá de mim um deus?/ Por que o não serei eu?/ É em mim que o deus anima/ Porque eu sinto./ O mundo externo claramente vejo —/ Coisas, homens, s...

Vivo uma Vida que não Quero nem Amo (14)

Súbdito inútil de astros dominantes,/ Passageiros como eu, vivo uma vida/ Que não quero nem amo,/ Minha porque sou ela,/ / No ergástulo de ser quem sou, contudo,/ De em mim pensar me livro, olhando n...

Cada Dia sem Gozo não Foi Teu (15)

Cada dia sem gozo não foi teu/ Foi só durares nele. Quanto vivas/ Sem que o gozes, não vives./ / Não pesa que amas, bebas ou sorrias:/ Basta o reflexo do sol ido na água/ De um charco, se te é grato....

É tão Suave a Fuga deste Dia (16)

É tão suave a fuga deste dia,/ Lídia, que não parece, que vivemos./ Sem dúvida que os deuses/ Nos são gratos esta hora,/ / Em paga nobre desta fé que temos/ Na exilada verdade dos seus corpos/ Nos dã...

Sei Bem que Nunca Serei Ninguém (17)

Sim, sei bem/ Que nunca serei alguém./ Sei de sobra/ Que nunca terei uma obra./ Sei, enfim,/ Que nunca saberei de mim./ Sim, mas agora,/ Enquanto dura esta hora,/ Este luar, estes ramos,/ Esta paz em...

Somos Estrangeiros Onde quer que Estejamos (18)

Lídia, ignoramos. Somos estrangeiros/ Onde que quer que estejamos./ / Lídia, ignoramos. Somos estrangeiros/ Onde quer que moremos, tudo é alheio/ Nem fala língua nossa./ Façamos de nós mesmos o retir...

Quando, Lídia, Vier o Nosso Outono (19)

Quando, Lídia, vier o nosso outono/ Com o inverno que há nele, reservemos/ Um pensamento, não para a futura/ Primavera, que é de outrem,/ Nem para o estio, de quem somos mortos,/ Senão para o que fic...

Tenho Mais Almas que Uma (20)

Vivem em nós inúmeros;/ Se penso ou sinto, ignoro/ Quem é que pensa ou sente./ Sou somente o lugar/ Onde se sente ou pensa./ / Tenho mais almas que uma./ Há mais eus do que eu mesmo./ Existo todavia/...
<< >>

Facebook

Inspirações

Amor Bobo

© Copyright 2003-2019 Citador - Todos os direitos reservados | SOBRE O SITE