A Magia da Autoestima

por: Osho
Índia
11 Dez 1931 // 19 Jan 1990
Líder Espiritual

31 Citações

>>

A fé é uma espécie de coma. Deixamos de raciocinar, deixamos de duvidar. Deixamos de questionar. É natural, pois se estas são as funções da nossa mente, quando elas desaparecem, a nossa mente pára. Se não é usada, acumula lixo, e porque a dúvida não é permitida torna-se cada vez mais lenta.
Devem lembrar-se do seguinte: as palavras nunca morrem. Uma vez proferida, uma palavra continua a ressoar como um seixo atirado para um lago. As ondas poleie criadas propagam-se na direção da margem mais afastada. Nesta existência, porém, não há margens, nem orlas, nem fronteiras. Quando dizemos algo, isso permanece para sempre. Continua a ressoar e a ecoar cada vez mais longe.
Quanto mais bem-sucedidos forem na imitação, maior será o vosso fracasso no que diz respeito ao vosso ser. Quanto mais fundo avançarem na vossa imitação, mais se afastarão de vocês mesmos, e a viagem de regresso não será fácil.
A vida não é ir a um sítio. É apenas sair para um passeio matinal. Escolham a direção para onde todo o vosso ser flui, para onde o vento soprar. Percorram esse caminho até onde ele vos levar sem nunca esperar encontrar alguma coisa.
A consciência é uma das criações mais perversas da humanidade. E mal a criança nasce, começamos a construir uma consciência dentro dela; uma pequena parte que condena tudo o que a sociedade não deseja que exista dentro de vós e valoriza tudo o que a sociedade deseja que exista dentro de vós. Deixamos de ser inteiros.
Vocês são o sentido, o significado, e viver é, em si mesmo, uma experiência intrinsecamente completa. A vida não precisa que lhe acrescentemos mais nada. Tudo o que a vida precisa é que a vivamos na sua plenitude. Se a vivermos apenas parcialmente, não sentiremos o arrebatamento de estarmos vivos. É como um qualquer mecanismo que apenas funciona parcialmente...
A meditação é um fim em si mesmo. Não há outro fim além dela. Tudo o que tenha um fim além de si mesmo destina-se apenas à mente medíocre, e tudo o que é um fim em si mesmo destina-se à pessoa verdadeiramente inteligente.
A personalidade tem medo e, por conseguinte, não permitirá que vocês se fundam com todas as situações em que é necessário fundirem-se. E parece absolutamente lógico que a personalidade tenha medo. A individualidade, porém, nunca tem medo da fusão, porque ela faz parte da vossa natureza. E não há como perdê-la.
A amizade, tal como o amor, desapareceram do mundo, porque a amizade só é possível quando nos conhecemos nus, tal como somos - não como as pessoas querem que sejamos, não como devemos ser, mas simplesmente como somos. Quando duas pessoas se abrem uma para a outra como são, a amizade cresce.
A religiosidade não é um talento. É apenas vermo-nos a nós próprios. Podemos ser pintores, poetas, músicos, podemos não ser ninguém, mas somos! Isto não é um talento, é a nossa existência. E vivê-la é um direito inato. Só podemos salvar esta religião viva se continuarmos a meditar e a criar novas flores, novos florescimentos, de maneira que nunca nos tornemos um deserto. Há sempre um oásis. Basta uma pessoa no meio de vós para manter viva a religiosidade e impedir que seja reduzida a um culto.
>>
 

Facebook

© Copyright 2003-2019 Citador - Todos os direitos reservados | SOBRE O SITE