Luís Veiga Leitão

Portugal
27 Mai 1912 // 9 Out 1987
Poeta/Artista plástico

4 Poemas



Meu Amor Estou Bem (Carta) (1)

Lanço as palavras ao papel/ como pescador calmo/ lança os barcos ao rio./ Só no fundo, no fundo inviolado,/ contraio e espalmo/ as minhas mãos, mãos de afogado/ morrendo à sede./ / – Meu amor estou b...

Cigarra (2)

Esta não é filha do sol/ com pernas e pés de marinheiros/ subindo às árvores das herdades./ Esta é preciso ouvi-la dias inteiros/ aquém das grades./ / Esta/ não chama para os campos doirados/ onde o ...

Dois Epigramas (3)

O sábio das coisas simples/ olhou em torno e disse:/ não há profundidade/ sem superfície/ / É preciso dizer bom dia/ quando o dia anoitece/ ser exacto todo o dia/ envelhece/ / Luís Veiga Leitão, i...

Bel (4)

Hálito da terra depois da chuva:/ cálida ternura/ aflorando/ na espessura/ do lábio/ / Teu corpo/ leveza que pesa/ um saber sábio/ secreto/ da Natureza/ / Por isso os bichos te amam/ em suas falas na...


Facebook

Inspirações

Ser Autêntico

© Copyright 2003-2017 Citador - Todos os direitos reservados | SOBRE O SITE