Maria do Rosário Pedreira

Portugal
n. 1959
Editora/Escritora

4 Poemas



Pai, Dizem-me que Ainda Te Chamo (1)

Pai, dizem-me que ainda te chamo, às vezes, durante/ o sono - a ausência não te apaga como a bruma/ sossega, ao entardecer, o gume das esquinas. Há nos/ meus sonhos um território suspenso de toda a d...

Mãe, Eu Quero Ir-me Embora (2)

Mãe, eu quero ir-me embora - a vida não é nada/ daquilo que disseste quando os meus seios começaram/ a crescer. O amor foi tão parco, a solidão tão grande,/ murcharam tão depressa as rosas que me der...

Vieste como um Barco Carregado de Vento (3)

Vieste como um barco carregado de vento, abrindo/ feridas de espuma pelas ondas. Chegaste tão depressa/ que nem pude aguardar-te ou prevenir-me; e só ficaste/ o tempo de iludires a arquitectura fria ...

Mãe, os Meninos Andam Distraídos (4)

Mãe, os meninos andam distraídos junto/ ao rio e tu não queres saber de os perder./ Sentaste-te a pensar nesse homem que/ apareceu e a desfolhar os malmequeres/ da tua bata nova — e não viste que te/...


Facebook

© Copyright 2003-2019 Citador - Todos os direitos reservados | SOBRE O SITE