valter hugo mãe

Portugal
n. 25 Set 1971
Escritor

6 Poemas



brincávamos a cair nos braços um do outro (1)

brincávamos a cair nos/ braços um do outro, como faziam/ as actrizes nos filmes com o marlon/ brando, e depois suspirávamos e ríamos/ sem saber que habituávamos o coração à/ dor. queríamos o amor um ...

nenhum amor escapa impune (2)

deixa-me perguntar se te/ pareço tão assustado assim. Não/ me sinto deslocado, talvez curioso, mas/ nem surpreso. algo em ti me puxa/ sempre ao sentimento, mesmo antes de/ te conhecer, lembras-te, um...

poema sobre o amor eterno (3)

inventaram um amor eterno. trouxeram-no em braços para o meio das pessoas e ali ficou, à espera que lhe falassem. mas ninguém entendeu a necessidade de sedução. pouco a pouco, as pessoas voltaram a c...

o homem que já não sou (4)

não me olhes agora que estou/ mais velho e não correspondo em/ nada ao homem que/ amaste, procura encarar a tristeza/ sem me incluíres, seria demasiado/ cruel que me usasses para a/ dor. para ti/ qui...

modo de amar (5)

prometo ser-te fiel se mo fores/ também, não é certo que mo venhas a/ ser. por isso, já to perdoo/ / prefiro partir assim para o resto da/ vida. assim, com os olhos abertos à/ frustração e talvez à v...

a capitalização do amor (6)

não escondemos que aprendemos a/ capitalizar o amor, entregando/ amplamente os nossos melhores/ momentos às raparigas mais carentes./ o amor, sabemos bem, é o caminho directo/ para a inutilidade, e n...


Facebook

Temos de Ser Mais Humanos

Abram os olhos. Somos umas bestas. No mau sentido. Somos primitivos. Somos primários. Por nossa causa corre um oceano de sangue todos os dias. Não é auscultando todos os nossos instintos ou encorajan...

Eu Ela e a Escrita

Eu ela e a escrita existimos desde o princípio. A escrita forma-se em mim, passa por ela e volta à minha pele num jogo sensual e íntimo. É um ser maleável aos gestos que executamos, vive e morre com ...
© Copyright 2003-2016 Citador - Todos os direitos reservados | SOBRE O SITE
Loading...