Ricardo Reis
(Heterónimo de Fernando Pessoa)

Portugal
n. 19 Set 1887


Segue o Teu Destino

Segue o teu destino,
Rega as tuas plantas,
Ama as tuas rosas.
O resto é a sombra
De árvores alheias.

A realidade
Sempre é mais ou menos
Do que nos queremos.
Só nós somos sempre
Iguais a nós-proprios.

Suave é viver só.
Grande e nobre é sempre
Viver simplesmente.
Deixa a dor nas aras
Como ex-voto aos deuses.

Vê de longe a vida.
Nunca a interrogues.
Ela nada pode
Dizer-te. A resposta
Está além dos deuses.

Mas serenamente
Imita o Olimpo
No teu coração.
Os deuses são deuses
Porque não se pensam.

Ricardo Reis, in "Odes"
Heterónimo de Fernando Pessoa
// Consultar versos e eventuais rimas
Pesquisa

Põe quanto És no Mínimo que Fazes

Para ser grande, sê inteiro: nada/ Teu exagera ou exclui./ / Sê todo em cada coisa. Põe quanto és/ No mínimo que fazes./ / Assim em cada lago a lua toda/ Brilha, porque ...

Colhe o Dia, porque És Ele

Uns, com os olhos postos no passado,/ Vêem o que não vêem: outros, fitos/ Os mesmos olhos no futuro, vêem/ O que não pode ver-se./ / Por que tão longe ir pôr o que está perto —/ A segurança nossa? Es...

Estás Só

Estás só. Ninguém o sabe. Cala e finge./ Mas finge sem fingimento./ Nada 'speres que em ti já não exista,/ Cada um consigo é triste./ Tens sol se há sol, ramos se ramos buscas,/ Sorte se a sorte é da...
Inspirações
Facebook