Publicidade

Almeida Garrett

Portugal
4 Fev 1799 // 9 Dez 1854
Escritor/Dramaturgo/Orador

Publicidade

24 Poemas

<<

Preito (21)

É lei do tempo, Senhora,/ Que ninguém domine agora/ E todos queiram reinar./ Quanto vale nesta hora/ Um vassalo bem sujeito,/ Leal de homenage e preito/ E fácil de governar?/ / Pois o tal sou eu, Sen...

Rosa Pálida (22)

Rosa pálida, em meu seio/ Vem, querida, sem receio/ Esconder a aflita cor./ Ai!, a minha pobre rosa!/ Cuida que é menos formosa/ Porque desbotou de amor./ / Pois sim... quando livre, ao vento,/ Solta...

A Délia (23)

Cuidas tu que a rosa chora,/ Que é tamanha a sua dor,/ Quando, já passada a aurora,/ O Sol, ardente de amor,/ Com seus beijos a devora?/ - Feche virgíneo pudor/ O que inda é botão agora/ E amanhã há-...
Publicidade

Flor de Ventura (24)

A flor de ventura/ Que amor me entregou,/ Tão bela e tão pura/ Jamais a criou:/ / Não brota na selva/ De inculto vigor,/ Não cresce entre a relva/ De virgem frescor;/ / Jardins de cultura/ Não pode h...
<<

Publicidade

Facebook
Publicidade

Publicidade

© Copyright 2003-2021 Citador - Todos os direitos reservados | SOBRE O SITE