Carlos Nejar

Brasil
n. 11 Jan 1939
Poeta/Crítico literário

Cântico

Limarás tua esperança
até que a mó se desgaste;
mesmo sem mó, limarás
contra a sorte e o desespero.

Até que tudo te seja
mais doloroso e profundo.
Limarás sem mãos ou braços,
com o coração resoluto.

Conhecerás a esperança,
após a morte de tudo.

Carlos Nejar, in 'Canga'




Facebook

© Copyright 2003-2019 Citador - Todos os direitos reservados | SOBRE O SITE