Publicidade

Ferreira Gullar

Brasil
10 Set 1930 // 4 Dez 2016
Poeta/Ensaísta

Publicidade

No Corpo

De que vale tentar reconstruir com palavras
O que o verão levou
Entre nuvens e risos
Junto com o jornal velho pelos ares

O sonho na boca, o incêndio na cama,
o apelo da noite
Agora são apenas esta
contração (este clarão)
do maxilar dentro do rosto.

A poesia é o presente.

Ferreira Gullar, in 'Antologia Poética'




Publicidade

Publicidade

Outros Poemas de Ferreira Gullar:

Publicidade

Facebook
Publicidade

Inspirações

Dar e Receber

Publicidade

© Copyright 2003-2021 Citador - Todos os direitos reservados | SOBRE O SITE