Header load Poema: Visão Dezasseis - Jaime Rocha - Poesia / Poemas no Citador
 
 
 

Jaime Rocha

Portugal
n. 7 Abr 1949
Poeta/Escritor/Jornalista

Visão Dezasseis

Deixando nele marcas como se estivesse dentro
de um círculo de fogo. Ou como um assassino
emparedado na cal a quem lançassem musgo
até à morte. Há ali um espaço solto, o sítio onde
os pássaros devoram os peixes. E uma zona escura
com um manto redondo tapando a luz, uma espécie
de cegueira em cujo centro existe um castanheiro
e uma caixa vazia. Um papel voa, desliza junto
a um muro e é daí que a música se espalha presa a
um fio de cobre. É nesse momento que a imagem
dela se forma e se despedaça. O seu corpo
é agora o vento.

Jaime Rocha, in 'Os Que Vão Morrer'




Outros Poemas de Jaime Rocha:

Facebook

© Copyright 2003-2019 Citador - Todos os direitos reservados | SOBRE O SITE