Publicidade

Baltasar Gracián y Morales

Espanha
8 Jan 1601 // 6 Dez 1658
Escritor/Pedagogo

Publicidade

Não Mostrar Satisfação Consigo Mesmo

Viva, nem descontente, que é pouquidade, nem satisfeito consigo mesmo, que é nescidade. Nasce essa satisfação no mais das vezes da ignorância, e vai ter uma felicidade néscia que, embora satisfaça o gosto, não sustenta o crédito. Como não percebe as superlativas perfeições nos outros, contenta-se com qualquer vulgar mediocridade em si. Sempre foi útil, além de prudente, a desconfiança, ou como prevenção para que as coisas saiam bem, ou para consolo quando saiam mal; pois o desaire da sorte não surpreende quem já o temia. O próprio Homero às vezes dormita, e Alexandre cai do seu estado e do seu engano. As coisas dependem de muitas circunstâncias, e a que triunfa num lugar e em tal ocasião, em outra malogra. Mas a incorrigibilidade do néscio está em ter convertido em flor a mais vã satisfação, cuja semente está sempre a brotar.

Baltasar Gracián y Morales, in 'A Arte da Prudência'




Publicidade

Publicidade

Publicidade

Facebook
Publicidade

Inspirações

Amor e uma Cabana

Publicidade

© Copyright 2003-2021 Citador - Todos os direitos reservados | SOBRE O SITE