Belmiro de Azevedo

Portugal
n. 17 Fev 1938
Empresário

49 Citações

>>

Os bancos só emprestam dinheiro quando têm a certeza de não correr riscos.
Ninguém deve ficar no primeiro emprego e todos devem ter preocupações estratégicas quanto ao empregador, mais de longo prazo e menos de curto prazo.
Quando se é polido em excesso, corre-se o risco de a mensagem não passar como deve.
A vantagem permanece sempre do lado do atacante e devemos, por vezes, ter a coragem de voltar as costas ao passado, para atacar a concorrência (e a nós próprios, se for necessário) com um novo produto.
O conhecimento é, hoje, a vantagem competitiva fundamental.
A criatividade nasce do desejo de fazer coisas diferentes, de ser rebelde em relação ao status quo, de apostar em situações inovadoras. Não apenas de sistematicamente se estar em oposição, que pode ser insubordinação.
Na hora de tomar decisões é preciso gostar, acreditar.
O salário que ganho chega e sobra para aquilo que preciso. Costumo dizer que a diferença entre o nascer e morrer é um fatinho e um par de sapatos. As pessoas esquecem-se disso. Mas não levam nada. Os egípcios é que metiam nos túmulos muitas jóias.
A posse do dinheiro cria a obrigação de o investir bem, de criar emprego. Eu sinto-me um feitor, um curador, desse dinheiro. O dinheiro não vai com as pessoas para nenhum sítio. E, às vezes, até complica, criando problemas de sucessão.
Os empresários têm muita força, mas quem tem mesmo força são os trabalhadores.
>>
 

Facebook

© Copyright 2003-2017 Citador - Todos os direitos reservados | SOBRE O SITE