Camilo Pessanha

Portugal
7 Set 1867 // 1 Mar 1926
Poeta

Se Andava no Jardim

Se andava no jardim
Que cheiro de jasmim!
Tão branca do luar!
..................................
..................................
..................................
Eis tenho-a junto a mim.
Vencida, é minha, enfim,
Após tanto a sonhar...
Porque entristeço assim?...
Não era ela, mas sim.
(O que eu quis abraçar),
A hora do jardim...
O aroma de jasmim...
A onda do luar...

Camilo Pessanha, in 'Clepsidra'
// Consultar versos e eventuais rimas




Facebook

Inspirações

O Preço da Alma

© Copyright 2003-2019 Citador - Todos os direitos reservados | SOBRE O SITE