7 Poemas



Sempre (1)

Ao contrário de ti/ não tenho ciúmes./ / Vem com um homem/ às costas,/ vem com cem homens nos teus cabelos,/ vem com mil homens entre os seios e os pés,/ vem como um rio/ cheio de afogados/ que encon...

A Negra Fúria Ciúme  (2)

Morre a luz, abafa os ares/ Horrendo, espesso negrume,/ Apenas surge do Averno/ A negra fúria Ciúme./ / Sobre um sólio cor da noite/ Jaz dos Infernos o Nurne,/ E a seus pés tragando brasas/ A negra f...

Elegia do Ciúme (3)

A tua morte, que me importa,/ se o meu desejo não morreu?/ Sonho contigo, virgem morta,/ e assim consigo (mas que importa?)/ possuir em sonho quem morreu./ / Sonho contigo em sobressalto,/ não vás fu...

O Verme (4)

Existe uma flor que encerra/ Celeste orvalho e perfume./ Plantou-a em fecunda terra/ Mão benéfica de um nume./ / Um verme asqueroso e feio,/ Gerado em lodo mortal,/ Busca esta flor virginal/ E vai do...

O Echo (5)

Tão tarde. Adão não vem? Aonde iria Adão?!/ Talvez que fosse á caça; quer fazer surprezas com alguma côrça branca lá da floresta./ Era p'lo entardecer, e Eva já sentia cuidados por tantas demoras./ F...

Ciumes (6)

Pierrot dorme sobre a relva junto ao lago. Os cisnes junto d'elle passam sêde, não n'o acordem ao beber./ / Uma andorinha travêssa, linda como todas, avôa brincando rente á relva e beija ao passar o ...

Ciúme (7)

Vão decorrendo as horas, vão-se os dias,/ Mas como outrora ela não vem. Ciúme?/ Olho em redor de mim, meu pobre lume,/ São tudo cinzas mortas, cinzas frias./ / Bateu o relógio as horas do costume,/ E...


Pesquisa

Facebook

O Amor Indómito

Há casos de alucinação, extasis incendiados de fantasia, em que o homem subjuga ao seu transporte as férreas considerações sociais, fazendo-as reflexivas de todo o brilho da sua alegria. É por isso q...

Possuir-te é Gozar de um Tesouro Infinito

Que suprema felicidade foi hoje a minha, querida desta alma! Como tu estavas, linda, terna, amante, encantadora! Nunca te vi assim, nunca me pareceste tão bela! Que deliciosa variedade há em ti, minh...