21 Poemas

>>

Liberdade (1)

Ai que prazer/ Não cumprir um dever,/ Ter um livro para ler/ E não fazer!/ Ler é maçada,/ Estudar é nada./ Sol doira/ Sem literatura/ O rio corre, bem ou mal,/ Sem edição original./ E a brisa, essa,/...

A Verdadeira Liberdade (2)

A liberdade, sim, a liberdade!/ A verdadeira liberdade!/ Pensar sem desejos nem convicções./ Ser dono de si mesmo sem influência de romances!/ Existir sem Freud nem aeroplanos,/ Sem cabarets, nem na ...

Conquista (3)

Livre não sou, que nem a própria vida/ Mo consente./ Mas a minha aguerrida/ Teimosia/ É quebrar dia a dia/ Um grilhão da corrente./ / Livre não sou, mas quero a liberdade./ Trago-a dentro de mim como...

Liberdade (4)

— Liberdade, que estais no céu.../ Rezava o padre-nosso que sabia,/ A pedir-te, humildemente,/ O pio de cada dia./ Mas a tua bondade omnipotente/ Nem me ouvia./ / — Liberdade, que estais na terra.....

De que Serve a Bondade (5)

1/ / De que serve a bondade/ Quando os bondosos são logo abatidos, ou são abatidos/ Aqueles para quem foram bondosos?/ / De que serve a liberdade/ Quando os livres têm que viver entre os não-livres?/...

Quem nos Ama não Menos nos Limita (6)

Não só quem nos odeia ou nos inveja/ Nos limita e oprime; quem nos ama/ Não menos nos limita./ Que os deuses me concedam que, despido/ / De afetos, tenha a fria liberdade/ Dos píncaros sem nada./ Que...

Vivo uma Vida que não Quero nem Amo (7)

Súbdito inútil de astros dominantes,/ Passageiros como eu, vivo uma vida/ Que não quero nem amo,/ Minha porque sou ela,/ / No ergástulo de ser quem sou, contudo,/ De em mim pensar me livro, olhando n...

Evolução (8)

Fui rocha em tempo, e fui no mundo antigo/ tronco ou ramo na incógnita floresta.../ Onda, espumei, quebrando-me na aresta/ Do granito, antiquíssimo inimigo.../ / Rugi, fera talvez, buscando abrigo/ N...

Aqui (9)

Aqui, deposta enfim a minha imagem,/ Tudo o que é jogo e tudo o que é passagem,/ No interior das coisas canto nua./ / Aqui livre sou eu — eco da lua/ E dos jardins, os gestos recebidos/ E o tumulto d...

Podemos Crer-nos Livres (10)

Aqui, Neera, longe/ De homens e de cidades,/ Por ninguém nos tolher/ O passo, nem vedarem/ A nossa vista as casas,/ Podemos crer-nos livres./ / Bem sei, é flava, que inda/ Nos tolhe a vida o corpo,/ ...
>>

Facebook

© Copyright 2003-2019 Citador - Todos os direitos reservados | SOBRE O SITE