Emmanuel Kant

Alemanha
22 Abr 1724 // 12 Fev 1804
Filósofo

Os Germes da Natureza

Numa floresta, as árvores, justamente pelo facto de que uma tenta arrebatar da outra o ar e o sol, esforçam-se à porfia por se ultrapassarem umas às outras e, portanto, crescem belas e erectas. Porém, pelo contrário, as que lançam em liberdade os seus ramos segundo a sua vontade, afastadas de outras árvores, crescem mirradas, contorcidas e curvadas. Toda a cultura, toda a arte, que ornamentam a humanidade, assim como a ordem social mais bela, são frutos da falta de sociabilidade, que é forçada por si mesma a disciplinar-se e a desabrochar com isso por completo, impondo-se tal artifício, os germes da natureza.

Emmanuel Kant, in 'Ideia de uma História Universal de um Ponto de Vista Cosmopolita'




Facebook

© Copyright 2003-2019 Citador - Todos os direitos reservados | SOBRE O SITE