Sá de Miranda

Portugal
28 Ago 1481 // 15 Mar 1558
Poeta

Por estes Campos sem Fim

Por estes campos sem fim,
onde a vista assim se estende,
que verei, triste de mim,
pois ver-vos se me defende?

Todos estes campos cheios
são de saudade e pesar,
que vem para me matar,
debaixo de céus alheios.
Em terra estranha e em ar,
mal sem meio e mal sem fim,
dor que ninguém não entende,
até quão longe se estende
o vosso poder em mim!

Sá de Miranda, in 'Antologia Poética'




Facebook

© Copyright 2003-2019 Citador - Todos os direitos reservados | SOBRE O SITE