Publicidade

Saul Bellow

Estados Unidos
10 Jun 1915 // 5 Abr 2005
Escritor [Nobel 1976]

Publicidade

Ter Razão é uma Questão de Explicações

Havia que ser um fanático para querer ter sempre razão. Ter razão era sobretudo uma questão de explicações. O homem intelectual tornara-se uma criatura explicativa. Toda a gente explicava, os pais aos filhos, os maridos às mulheres, os conferencistas ao seu público, os especialistas aos leigos, os colegas aos colegas, os médicos aos pacientes, o homem à sua alma. A génese disto, a causa daquilo, as origens dos acontecimentos, a história, a estrutura, as razões pelas quais. Na maior parte dos casos, a explicação entrava por um ouvido e saía pelo outro. A alma desejava o que desejava. Tinha o seu próprio saber natural. A infeliz poisava, pobre avezinha, sobre superstruturas de explicação, sem saber para onde levantar voo.

(...) Era um afã holandês, pensou Sammler, sempre a dar à bomba para manter enxutos alguns hectares de terra. O mar invasor era uma metáfora da multiplicação dos factos e das sensações; quanto à terra, era uma terra de ideias.

Saul Bellow, in 'O Planeta do Sr. Sammler'




Publicidade

Publicidade

Publicidade

Facebook
José Saramago

Publicidade

Inspirações

Um Homem Comum

Publicidade

© Copyright 2003-2019 Citador - Todos os direitos reservados | SOBRE O SITE