Federico García Lorca

Espanha
5 Jun 1898 // 19 Ago 1936
Poeta/Dramaturgo

Confusão

Meu coração
é teu coração?
Quem me reflexa pensamentos?
Quem me presta
esta paixão
sem raízes?
Por que muda meu traje
de cores?
Tudo é encruzilhada!
Por que vês no céu
tanta estrela?
Irmão, és tu
ou sou eu?
E estas mãos tão frias
são daquele?
Vejo-me pelos ocasos,
e um formigueiro de gente
anda por meu coração.

Federico García Lorca, in 'Poemas Esparsos'
Tradução de Oscar Mendes
// Consultar versos e eventuais rimas




Facebook

Inspirações

Falar ao Amigo

© Copyright 2003-2019 Citador - Todos os direitos reservados | SOBRE O SITE