Pedro Mexia

Portugal
n. 5 Dez 1972
Poeta / Cronista / Crítico Literário

Identidade

A identidade, como a pele,
renova-se, perde-se de sete
em sete anos, muda no mesmo
corpo, torna diferente
a permanência humana.
A identidade é a soma
das intenções, uma foto
instantânea para um propósito
imediato que não dura.
A identidade é um equívoco
para camuflar o coração.

Pedro Mexia, in "Duplo Império"
// Consultar versos e eventuais rimas




Outros Poemas de Pedro Mexia:

Facebook

Inspirações

Conhecermo-nos

© Copyright 2003-2019 Citador - Todos os direitos reservados | SOBRE O SITE