Publicidade

Will Durant

Estados Unidos
5 Nov 1885 // 7 Nov 1981
Filósofo/Historiador

Publicidade

A Nossa Sensibilidade

Sofremos mais hoje que as gerações passadas porque o estímulo da maquinaria, da multidão, da coisa impressa e do barulho desgastou os tecidos protectores dos nossos nervos. Há compensações: esta sensibilidade em carne viva ergue-nos a uma subtileza de percepção e de coordenação nervosa e muscular que somos capazes de fazer coisas absolutamente impossíveis aos homens primitivos e mesmo aos medievais. Ficamos na situação dos músicos, cujos "ouvidos educados" os fazem sofrer com todos os sons que não sejam harmónicos: esses músicos pagam o crime da sensibilidade excessiva e possuem os defeitos das suas virtudes. Mas pensam lá eles em perder tais dons em troca de se livrarem dos sofrimentos consequentes? Não há homem moderno que queira desistir de uma sensibilidade que, se puplica o sofrimento, também multiplica os prazeres.

Will Durant, in "Filosofia da Vida"




Publicidade

Publicidade

Publicidade

Facebook
Publicidade

Inspirações

As Mentes Decididas

Publicidade

© Copyright 2003-2021 Citador - Todos os direitos reservados | SOBRE O SITE